Já rolaram até uns boatos de que ele pararia de cantar, mas o artista jura de pés juntos que continua super na ativa. Nessa entrevista exclusiva, ele tira outras dúvidas que chegaram pelo Face do Art Teen, sobre a carreira e a vida. Confira!

 

Como você reagiria se uma garota mandasse “Gatinho assanhado, cê tá querendo o que?”, no meio da balada?

Responderia: “Eu quero mexer, eu quero mexer” (risos).
Como você alcançou seu objetivo de ser artista, de cantar? Você teve a ajuda de alguém da área?

Desde pequeno eu sabia que queria viver da música. Estou há 14 anos na estrada, trabalhando e me dedicando muito para realizar esse sonho. Minha família sempre esteve ao meu lado, os meus parentes são meus maiores incentivadores.
Você já pensou em parar de cantar?

Já pensei, mas passou, foi apenas um momento. Estou certo de que a música é minha vida e quem escolhe viver da música jamais se aposenta.
Muito sonham em ser celebridade, artista, cantor… porém, é um trabalho muito cansativo, muitas vezes estressante… Que dica você daria para essas pessoas?

A dica é jamais desistir do seu sonho, seja ele qual for. Tem que ter dedicação, fé e perseverança!

 

Você divulga coisas da sua vida pessoal para suas fãs?

Tenho mais de 3 mil fã-clubes espalhados pelo Brasil. Gosto de dividir com as pessoas os meus momentos de alegria que, graças a Deus, têm sido muitos.

 

É você mesmo que posta fotos no seu Instagram? Você costuma ler os comentários que deixam para você?

Sim, sou eu mesmo que posto. Recebo muitos comentários e faço o possível para ler todos eles.

 

Que presente de fã que você mais gostou?

Pergunta difícil essa… Tem tanta coisa legal que recebo, tanta demonstração de carinho, que é difícil escolher uma só.